From: Graca Pimentel (USP Sao Carlos)[SMTP:mgp@mundau.dcc.ufal.br]
Sent: 01 de Agosto de 1996 08:37 To: ccmn@di.ufpe.br
Subject: secomu96

Documento original:

Cooperacao Empresa/Universidade: contexto, analise e perspectivas
Fabio Silva, DI-UFPE

Este comentario: E' possivel a cooperacao Universidade-Governo ?
Maria da Graca C. Pimentel, USP/Sao Carlos

Em seu documento, Fabio contextualiza o problema de cooperacao Universidade/Empresa, e coloca tambem o fato de que, `as vezes, o goveno pode "facilitar, inibir ou ate' mesmo inviabilizar o comportamento empreendedor na Universidade".

Talvez esteja fora da discussao proposta para este seminario, mas eu gostaria de considerar a possibilidade do governo, do mesmo modo que as empresas, se tornar um parceiro da universidade.

E' possivel discutir o papel do Governo, suas agencias e suas estatais, como possiveis clientes da pesquisa gerada na universidade ?

As primeiras operacoes do "Plano de medio prazo para o ProTeM2000" pertencem ao ambito da SOCIEDADE; dentro deste contexto e de acordo com o documento:

1. considera-se que ha' um baixo nivel de informatizacao da sociedade em geral 2. identifica-se a ausencia da informatica nas propostas de solucao dos grandes problemas nacionais

A discussao que proponho e' em relacao ao segundo ponto acima: para os muitos problemas cuja solucao e' de responsabilidade do governo, como e' possivel que a universidade colabore com o governo ? E' possivel a universidade e o governo se tornarem parceiros do mesmo modo que Universidade e Empresa ?

Para que a Universidade possa se aliar ao governo, um trabalho de integracao/interacao seria necessario; sera' que o ProTeM pode servir de catalizador dessa integracao ?

Que tipo de pesquisa pode ser realizada no ambito desta cooperacao ? Por exemplo, seria de interesse discutir como as tecnologias de redes, banco de dados e sistemas de informacao poderiam ser utilizadas na construcao de um sistema automatico on-line de recolhimento e fiscalizacao de impostos ? ... de fato, esta poderia ser uma considerada apenas uma "aplicacao comercial tradicional" tratada com certo desprezo por nossa comunidade, como disse Claudia Bauzer Medeiros em seu documento sobre P&D "

Provavelmente algum tipo se cooperacao ocorre em outros paises ja' ha' algum tempo... sabe-se, por exemplo, que a NASA e o Ministerio da Defesa foram, por muito tempo, grandes financiadores de pesquisas junto `as universidades nos EUA ....

Naturalmente existe o problema, colocado no proprio texto do Fabio, de que pode ser dificil fazer planos de longo prazo com o governo por causa, por exemplo, da mudancas que ocorrem a cada eleicao. Entretanto, este problema nao deve impedir uma discussao sobre uma possivel cooperacao.